Sem Orelha!

EU ME AMO

Nossa querida rabugenta sofre mudanças internas que nem Freud explica e nem um super tornado abala!






  • Twitter
  • Facebook
  • Tumblr
  • MySpace
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • del.icio.us
  • Google Bookmarks
  • Live
  • email
  • RSS

Esse post foi publicado sexta-feira, 27 de novembro de 2009 às 10:37, e arquivado em Raspas de limão, por Lina Molina.
Você pode acompanhar os comentários desse post através do feed RSS 2.0.

Deixe um comentário

© Copyright 2017 - oportodesign.com