Sem Orelha!

WIHELM BUSCH

wihelm-busch

As histórias ilustradas pelo alemão Wihelm Busch são consideradas precursoras das modernas histórias em quadrinhos, das quais algumas foram traduzidas por Olavo Bilac para o português e editadas pela editora Melhoramentos.

Sua história mais famosa, Max und Moritz (Juca e Chico), de 1865, serviu de base para a história, de 1897, Os sobrinhos do Capitão, do americano Rudolph Dirks, publicada até hoje pelo seu filho. Mas a história original de Busch não emplacou porque foi duramente criticada pelos pedadogos da época, porque seus protagonistas serem crianças travessas.

Em suas andanças, Wihelm Busch trabalhou com quadrinhos, inovando com o seu humor e o uso de seqüência de imagens em continuidade, algo que o cinema usaria como parte de sua linguagem, trabalhou também com pintura e com caricatura.

“Caricatura e riso são os signos satânicos do homem.” _ Baudelaire

Wihelm Busch foi um dos maiores inventores da síntese cômica que já existiu… muitos fazedores de desenhos “simplificados” se inspiraram nele. Infelizmente, não copiaram sua profundidade de observação.” _ crítico de arte do jornal francês Le Figaro.

Fonte: História da História em Quadrinhos, ed. brasiliense, Álvaro de Moya
  • Twitter
  • Facebook
  • Tumblr
  • MySpace
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • del.icio.us
  • Google Bookmarks
  • Live
  • email
  • RSS

Esse post foi publicado terça-feira, 2 de março de 2010 às 9:04, e arquivado em Arte, B.D., Graphic Novel, Série história da HQ, por Lina Molina.
Você pode acompanhar os comentários desse post através do feed RSS 2.0.

Deixe um comentário

© Copyright 2019 - oportodesign.com