Sem Orelha!

O RIO DE JANEIRO CONTINUA LINDO, MAS…

Este texto foi escrito por Tais Venancio…

Antes de mais nada preciso dizer que amo o Rio. Sempre amei.  Sempre vou amar!

E não é um amor alienado, de turista de final de  semana, que pode ou achar a cidade linda, sofisticada o povo alegre e  descontraído, ou considerar as pessoas folgadas, preguiçosas e Ipanema  fedido. Não tenho nenhuma dessas imagens, amo o Rio como amo qualquer  metrópole, sei das dores e das delícias.
Ontem eu voltava do Rio em direção à São Paulo com mais duas amigas quando fomos paradas por uma Blitz  policial na Linha Vermelha. Ainda estavamos entorpecidas pelo prazer que  havia sido nosso final de semana, mas o sinal do policial para que  parassemos foi um aceno a realidade que eu havia abstraído.


Me fez  lembrar onde eu estava, e mais que um estado, o país que eu me encontro.Ele pediu que saíssemos do carro e imediatamente começaram  as ameaças. Estavamos nós, 3 mulheres que sabiamos não ter nada comprometedor  no carro (drogas ou algo assim), paradas em plena Baixada Fluminense com  policiais com fuzis ao nosso lado, revistando nosso carro e nos ameaçando da  forma que somente eles podem fazer.
Não da forma óbvia, onde a pessoa olha para você e diz “Se você não fizer o que quero te dou um tiro”, não  dessa forma óbvia e fácil de denunciar. Eles usavam a forma mais  “inteligente”. Bastava um olhar, um movimento do fuzil, e algumas frases soltas que não consigo esquecer, como “Você confia mesmo na sua amiga  (insinuando que alguma delas poderia ter drogas)?”, ou “Com o que eu ganho  não dá”, ou, mais claro, “Vocês paulistas vem pra cá pro Rio passar o final  de semana e acham que vão embora assim? Se nós não estivessemos aqui, os  traficantes estariam! Eu tenho 3 catarrentos em casa para cuidar”.

Entendeu o recado? Nós entendemos, e isso nos custou cem reais.
Uma bagatela, porém o custo disso é altíssimo, e nós estamos pagando, já que ninguém se importa.
Como ele pode  justificar “se não fossem nós, seriam os traficantes?”, que tipo de argumento é esse?
Parece ser uma justificativa que só funciona em países como o nosso, lindos mas podres.

Nos sentimos usadas,  revoltadas, inferiores e como se fossemos culpadas por essa situação, de alguma forma.

Acorda  Rio.. se movimenta, rápido!

E não comemore sediar a Copa.  Vc não tem estrutura pra isso, infelizmente!

Tais Venancio, julho de 2010

  • Twitter
  • Facebook
  • Tumblr
  • MySpace
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • del.icio.us
  • Google Bookmarks
  • Live
  • email
  • RSS

Esse post foi publicado quarta-feira, 14 de julho de 2010 às 7:40, e arquivado em Cotidiano, por Ale Venancio.
Você pode acompanhar os comentários desse post através do feed RSS 2.0.

7 comentários para “O RIO DE JANEIRO CONTINUA LINDO, MAS…”

  1. Lina Molina disse:

    Ler isso faz o meu sangue subir de tal forma que nem sei o que comentar, só sei ficar indignadíssima e muito triste!

  2. Norton Gomes disse:

    É isso que ganhamos por sofrermos de “mansidão bovina”. Pagamos mais impostos que o mundo todo e o retorno é esse… desrespeito, precariedade, roubalheira. O problema do Brasil é o povo encostado. Temos que deixar nosso sangue ferver e brigar pelo que realmente queremos.

  3. Ainda há uma forma de tentar parar estes vagabundos fardados, já que, pelo visto, as amigas não atentaram em prestar atenção em detalhes como nomes nas fardas e/ou placa/número de viaturas. O Rio e o mundo precisam saber de mais essa…

    Que tal lançarem campanhas na internet e demais meios de comunicação à procura de outras vítimas dos mesmos policiais!? Só assim a história de vocês não será mais uma das que a gente lê e depois vai se divertir no cinema – dando literalmente as costas para o problema.

    Se não fizerem nada, serão achacadas novamente, ao voltar ao Rio.

    A parte chata…

    Pagaram aos policiais achando que estava bom… Vocês contribuiram com, e validaram as, más ações dos policiais. Medo como justificativa não altera o fato da participação e corroboração de vocês neste episódio absurdo.

    Eles embolsaram o gosto pelo medo, o prazer da impunidade e mais cem reais por mérito, já que vocês, igual a tantas outras possíveis vítimas, teoricamente, os deixarão passar impune.

    Pense nisso – para as próximas…

  4. Descobri esta realidade quando morei fora do Brasil… O país é lindo, nenhum lugar é tão acolhedor como nosso país e nosso povo… mas ALGUMAS pessoas estragam tudo.
    É por esta e por outras que sou contrário aos eventos que sediaremos em 2014 e 2016. Não se muda um país sem que sua população mude primeiro.

  5. Tais disse:

    Danilo, sábias palavras.
    Tenho o nome deles, as placas das viaturas.. assim como ele que anotou todos meus dados dizendo me acharia se me comportasse como “fofoqueira”.
    Esse é o motivo do silêncio.. e da singela manifestação.
    Abs
    Tais

  6. Thon disse:

    O Rio está com um problemão claro, o Brasil está, mas ali impressiona, o berço dos ‘Malacos’,do ’sacanas’ não entro naquela cidade nem sendo pago!
    3 países.
    A- Os bandidos caindo em cima
    B- Os ‘policiais’ caindo em cima
    C- O governo caindo em cima.. Assim não dá…

  7. Tais…

    Já rompeu com o silêncio. Infelizmente a singela manifestação não resolve o problema, pois não elimina a ameaça/armadilha, que outros, e você mesma, venha a sofrer futuramente – em 2014, 2016 ou no próximo feriado.

    181, disque-denúncia anônima. Pode ligar com toda a segurança de um orelhão, quando for ao supermercado. E além disso contactar algum jornalista investigativo sério para chegar e acompanhar a denúncia…

    Coragem! Atitude!

Deixe um comentário

© Copyright 2019 - oportodesign.com